Pular para o conteúdo principal

Ao dirigir é importante estar atento e ter vários cuidados, um deles é com o farol do seu veículo. Seguir a lei do farol  circular com ele baixo é o recomendado pelas leis de trânsito e principalmente pela lei do farol.

Na parte da noite, muitos motoristas têm o hábito de dirigir com os faróis baixos, principalmente em rodovias.O que está correto, já que se dirigir com o farol alto, além de atrapalhar a própria visão, também prejudica outros motoristas e pode ocasionar acidentes. 

O farol baixo é obrigatório no Brasil desde 2016, por isso existe a lei do farol, para garantir que isso seja cumprido e que a segurança permaneça nas rodovias. E como toda legislação, também sofre alterações.

Quais as mudanças na lei do farol?

Acionar farol

Em abril de 2021 entrou em vigor a Lei 14.071/2020, mais conhecida como a Lei do Farol, a partir disso o CTB, Código de Trânsito Brasileiro coloca nova regra para carros circularem com luz baixa em qualquer rodovia.

Isso é válido, aos condutores que possuem o DRL Daytime Running Light, que é a luz de rodagem diurna. Mas os carros que não possuem esse modelo, precisam manter os faróis acesos mesmo que seja de dia e independente de ser estradas comuns ou rodovias.

O não cumprimento da lei do farol causa multa, em 2020 o valor era de  R$195,23 e 5 pontos na CNH. Com as mudanças contidas no Artigo 250 da CTB,  passa a ser de R$130,16 e quatro pontos na CNH, sendo uma  infração de trânsito média.

Como saber se a rodovia é pista simples?

Pista simples exige farol baixo

Se a rodovia não tem divisão na pista e é sinalizada com placas amarelas e horizontais, pode abaixar o farol que estas são pistas simples.

Agora se existir divisão seja por linha branca, mão dupla, não é obrigatório usar o farol baixo nesses casos. Mas deve estar atento para não praticar ultrapassagem proibida, pois isso também é infração de trânsito decretada pelo Cetran-SP, Conselho Estadual de Trânsito de São Paulo.

Cuidados

Esteja sempre atento às condições dos seus faróis, se o farol baixo queimar ou quebrar, não poderá usar o alto como substituto, isso é proibido. Precisará fazer a troca ou conserto do mesmo, fique de olho para mantê-lo em boas condições.

  • A luz precisa ter um bom alcance à frente, se espalhar para realmente iluminar;
  • Observe o seu direcionamento, se a luz está ampla só de um lado;
  • Evite exposição ao sol, à chuvas e também a baixas temperaturas;
  • Prefira deixar em locais cobertos e seguros, para não ocorrer o risco de quebra pro causas naturais como: granizo ou objetos lançados pro ventos fortes;
  • Mantenha a limpeza em dia, seja com polimento ou paninho com produto próprio;
  • Verifique se a vedação está em dia, para não correr o risco de entrar água nos faróis.

Esses cuidados são importantes para o seu carro, mas o que deve ser feito sempre e que é de graça, é a observação diária. Porque isso vai garantir o poder de percepção, para reparar um problema antes que ele piore e seja gasto mais dinheiro do que deveria.

A precaução é a grande aliada da economia, da redução de acidentes e também do cumprimento das leis, Por que quando se torna cuidadoso e antecede ações, mais fácil é de lidar com o trânsito.

Se tiver problemas nas rodovias, seu carro der PT ou algum problema acontecer, conte com um assistência veicular para te ajudar nos apuros e principalmente a economizar. Com a Destrave você ter ajuda nas estradas pagando apenas R$34,00 no cartão de crédito ou R$39 no boleto.  Visite nosso site e saiba mais!

Deixe uma Resposta